VACINAS DE DNA, RNA E VETOR RECOMBINANTE

As vacinas de DNA são formadas a partir de um plasmídeo e a sua expressão contendo genes que codificam um ou mais antígenos do microrganismo de interesse, uma vez que esses plasmídeos recombinantes estiverem dentro da célula hospedeira o gene alvo será transcrito e ocorre a estimulação da resposta imune. As vacinas de RNA recombinante são constituídas por fragmentos de sequência do material genético do RNA mensageiro (mRNA), o qual pode ser destinado para codificar qualquer proteína do patógeno de interesse. Sendo assim, quando o mRNA do microrganismo, que está dentro das células do hospedeiro, são traduzidos em proteínas, induzem uma resposta imunológica ao organismo do hospedeiro. As vacinas de vetores recombinantes possuem microrganismos manipulados para produzir antígenos de outro patógeno de interesse que desencadeiam a produção de imunidade ou estimulantes da imunidade.



VANTAGENS E DESVANTAGENS


Vacinas de DNA e RNA


Vacinas de vetores recombinantes


EXEMPLO DE VACINA DE DNA, RNA E VETORES



Referências


ALMEIDA, C.F.W; RAMIREZ, C.M; SANTOS, W.R. Vacinação: histórico e importância. Ciência Hoje, [s. l.], 21 dez. 2020.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo