HEMOGRAMA: ERITROGRAMA OU SÉRIE VERMELHA

O hemograma é o exame solicitado com mais frequência na prática médica e tem como objetivo realizar a contagem, diferenciação e identificar alterações morfológicas dos seguintes componentes sanguíneos:

  • Série vermelha (Eritrócitos);

  • Série branca (Leucócitos);

  • Série plaquetária.

Hemograma completo?

A denominação é bem comum, porém todo hemograma realizará obrigatoriamente as análises citadas acima.


ERITROGRAMA OU SÉRIE VERMELHA


O eritrograma é a primeira parte que compõe o hemograma e avalia os eritrócitos circulantes, e seus precursores produzidos na medula óssea. Ele é formado por diversos parâmetros, que podem ser determinados diretamente e outros provenientes dessas determinações.


Parêmetros diretos:

  • Contagem de hemácias (eritrócitos);

  • Dosagem de hemoglobinas;

  • Volume Corpuscular Médio (VCM).

Parêmetros derivados:

  • Hematócrito;

  • Hemoglobina Corpuscular Médio (HCM);

  • Concentração da Hemoglobina Corpuscular Médio (CHCM);

  • Red cell Distribution Width (RDW).


CONTAGEM DE HEMÁCIAS OU ERITRÓCITOS


A contagem de hemácias, assim como todas que iremos estudar a seguir, são realizadas de forma automatizada, e seu resultado é liberado geralmente em milímetros cúbicos (mm³), mas também pode ser encontrado em microlitros (μL).


Valores de referência:

  • Mulheres - 4,0 a 5,4 milhões/mm³;

  • Homens - 4,5 a 6,1 milhões/mm³;

  • Crianças - 4,07 a 5,37 milhões/mm³;

  • Acima de 70 anos - 3,9 a 5,36 milhões/mm³.


É importante ressaltar que os valores de referência podem variar de laboratório para laboratório, pois dependem da população a ser estudada.

Após os resultados, caso existam alterações, os seguintes termos são utilizados:

  • Eritrocitose ou poliglobulia: aumento na contagem;

  • Eritrocitopenia: diminuição na contagem.


A contagem de eritrócitos não pode ser analisada de forma individual e sim em conjunto com os outros paramêtros.

Dentro do hemograma, também são realizadas contagens manuais, onde alterações na morfologia dos eritrócitos podem ser analisadas.


DOSAGEM DE HEMOGLOBINA


A dosagem é realizada por espctofotometria e seu resultado é liberado em gramas por decilitros (g/dL).


Valores de referência:

  • Mulheres - 12 a 15,8 g/dL;

  • Homens - 13 a 16,5 g/dL;

  • Crianças - 10,5 a 14 g/dL;

  • Acima de 70 anos - 11,5 a 15,1 g/dL.


É importante ressaltar que os valores de referência podem variar de laboratório para laboratório, pois dependem da população a ser estudada.

Segundo a OMS, quando os valores estão abaixo dos valores de referência, o diagnóstico para anemia pode ser confirmado, porém é necessário descobrir quais são as causas primárias desse diagnóstico, e para isso, exames complementares são solicitados para investigação mais detalhada.



HEMATÓCRITO


Representa a proporção de eritrócitos em relação à quantidade total de sangue e seu resultado é liberado em porcentagem. Como vimos anteriormente, o hematócrito é um parâmetro derivado, pois depende do número e do volume dos eritrócitos, ou seja, pode ser expresso pela fórmula: Hematócrito (Ht) = Hemácias (Hm) x VCM. Geralmente, muito utilizado para avaliar alterações na volemia plasmática e viscosidade sanguínea.


Valores de referência:

  • Mulheres - 33 a 47,8%;

  • Homens - 36 a 54%;

  • Crianças - 30 a 44,5%;

  • Acima de 70 anos - 33 a 46%.


É importante ressaltar que os valores de referência podem variar de laboratório para laboratório, pois dependem da população a ser estudada.

Figura 1: Resultado de Hemograma. Fonte: Medeiros, 2020.



VOLUME CORPUSCULAR MÉDIO (VCM)


Atualmente, o parâmetro é realizado de forma automatizada, porém era feito manualmente com a seguinte fórmula, conhecida como índice hematimétrico: VCM = Ht ÷ Hm x 10 e seu resultado é liberado em fentolitros (fL).


É utilizado para avaliação das anemias, associado a análise de alterações morfológicas, em relação ao tamanho das células.


Valores de referência:

  • Adultos - 80 a 98 fL;

  • Crianças - 70 a 86 fL.

Após os resultados, os seguintes termos são utilizados:

  • Normocitose: hemácias normais;

  • Microcitose: hemácias menores que o normal (menor que 80 fL);

  • Macrocitose: hemácias maiores que o normal (maior que 98 fL).



HEMOGLOBINA CORPUSCULAR MÉDIA (HCM)


Representa a quantidade média de hemoglobina por eritrócito, e assim como o VCM, antes da automatização, também era calculado manualmente com o seguinte índice: HCM = Hb ÷ Hm x 10 e seu resultado é liberado em picograma (pg).


Valores de referência:

  • Mulheres - 26,2 a 32,6 pg;

  • Homens - 26,8 a 32,9 pg;

  • Crianças - 23,2 a 31,7 pg;

  • Acima de 70 anos - 27 a 31 pg.

Após os resultados, os seguintes termos são utilizados:

  • Normocromia: hemoglobina normal

  • Hipocromia: hemoglobina diminuída;

  • Hipercromia: hemoglobina aumentada.



CONCENTRAÇÃO DE HEMOGLOBINA CORPUSCULAR MÉDIA (CHCM)


Expressa a quantidade de hemoglobina em um determinado volume de sangue, analisando a coloração das células. Também era calculado manualmente com o seguinte índice: CHCM = Hb ÷ Ht x 100 e seu resultado é liberado em porcentagem ou gramas por decilitro (g/dL).


Valores de referência:

  • Adultos e crianças - 30 a 36,5%.

Após os resultados, os seguintes termos são utilizados:

  • Normocromia: coloração das hemácias normal;

  • Hipocromia: coloração das hemácias diminuída (menor que 30%);

  • Hipercromia: coloração das hemácias aumentada (maior que 36,5%).



RED CELL DISTRIBUTION WIDTH (RDW)


Representa a amplitude de distribução dos eritrócitos, medindo a variação no tamanho das células, indicando se as mesmas estão homogêneas ou heterogêneas. Esse parâmentro só passou a existir, quando o hemograma foi automatizado, e o próprio equipamento gera um histograma, revelando uma curva de frequência e seu coeficiente de variação.


Valores de referência:

  • Adultos e crianças - 11 a 16%.

Após os resultados, os seguintes termos são utilizados:

  • Anisocitose: Variação aumentada (maior que 16%).


Valores abaixo do valor referencial não possui significado clínico.

Figura 2: Resumo dos índices hematimétricos. Fonte: Bain, 2016.




REFERÊNCIAS


RODRIGUES, A. B.; OLIVEIRA, P. P. Hemoterapia e Hematologia: Conceitos essenciais para a assistência. São Paulo: Rideel, 2017.

26 visualizações

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

  • Ícone cinza LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook

CONTATO:

(61) 98166-9954

E-mail: anvieducacao@gmail.com

Todos os direitos reservados © 2020 por ANVI EDUCAÇÃO. CNPj: 33.100.241/0001-61